Brilhos Lunares
Entry: Soneto do Corifeu Monday, March 13, 2006



 
São demais os perigos desta vida
Para quem tem paixão, principalmente
Quando uma lua surge de repente
E se deixa no céu, como esquecida.
E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher.
Deve andar perto uma mulher que é feita
De música, luar e sentimento
E que a vida não quer, de tão perfeita.
Uma mulher que é como a própria lua
Tão linda que só espalha sofrimento
Tão cheia de pudor que vive nua.
 
Vinicius de Moraes

   3 comments

Art Of Love
March 24, 2006   12:43 AM PST
 
meialua,
as mulheres são a nossa perdição....
:)
Bjs.
Pedaço de Lua
March 14, 2006   08:21 PM PST
 
oixxx lindooo este poema.. ameiiii.. mudei de casinha-... mudei pa blogdrive e agora somos vizinhas.. :P beijooooosssss
Moon Priestess
March 13, 2006   07:30 PM PST
 
Sim sra...mt lindo...gostei.Adequado ao recentemente passado dia da mulher...


té rimou...lol...

kiss kiss

(n, n é publicidade á radio nem á disco)

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments